Archivo mensual: septiembre 2015

Brasil: Morsolin recebeu importantes reconhecimentos durante V Congresso Internacional de Pedagogia Social

CIPS yo mio Panel

De 1 a 3 de setembro se desenvolveu na Universidade Federal do Espirito Santo (UFES)  e Instituto Federal do ES (IFES) o V Congresso Internacional de Pedagogia Social (1). Foram apresentados 130 trabalhos de pesquisa de mestrandos e doutorandos de inúmeras universidades brasileiras, foi convidado tambem Morsolin Cristiano (ver matéria anterior).

Roberto da Silva, Professor da Universidade São Paulo USP:

Cristiano Morsolín, boa síntese do V CIPS, obrigado por sua presença e pelo trabalho incansável de divulgar as boas práticas da Pedagogia Social.

Para quem não pode participar do V CIPS pode agora se beneficiar de uma boa síntese feita pelo Educador Social italiano Cristiano Morsolin, presente no evento, na qual ele dá destaque às falas de Maria Stela Graciani Santos, Veronica Muller, Érico Ribas Machado, Erineu e Gerda Gerda Schutz Foerste, João Clemente De Souza Neto e Jacyara Manhoga Paiva. Cristiano Morsolín teve uma participação ativa no V CIPS, conversou com muita gente, integrou mesas de debates e distribuiu seu mais recente livro. Seu trabalho pode ser acompanhado por este blog.

Veronica Muller, Professora da Universidade de Maringá:

Muito Obrigada Cristiano Morsolín. Você é importantíssimo na luta por uma vida melhor para as crianças!

Jacyara Manhoga Paifa, Professora da Universidade de Espirito Santo:

Um ser humano que luta pela Justiça Social no Mundo: Cristiano Morsolín

Cips YO y JACYARA

Morsolin presentou o libro coletivo “Educação do Campo e Infâncias” – Editora CRV, na Universidade Federal do Espirito Santo UFES (Brasil)

CIPS yo mio Panel

De 1 a 3 de setembro se desenvolveu na Universidade Federal do Espirito Santo (UFES)  e Instituto Federal do ES (IFES) o V Congresso Internacional de Pedagogia Social (1). Foram apresentados 130 trabalhos de pesquisa de mestrandos e doutorandos de inúmeras universidades brasileiras, foi convidado tambem Morsolin Cristiano.

Erineu Foerste, professor adjunto da Universidade Federal do Espírito Santo/UFES e Gerda Margit Schutz Foerste – professora nos Cursos e Licenciatura em Artes Visuais e Pedagogia desta universidade, lider do grupo de pesquisa Imagens, Tecnologia, Infâncias e pesquisadora no Grupo de Pesquisa Culturas, Parcerias e Educação do Campo, animaron todo um debate innovador com relaçao a Educacao do Campo, declararon que “a publicação do livro Educação do Campo e Infâncias – Editora CRV” coloca-se na esteira das discussões contemporâneas de pesquisa acerca da visibilidade e invisibilidade das infâncias, das culturas e dos espaços sociais em que estas se produzem. Neste sentido, a obra  lança luzes sobre questões relacionadas à educação da criança pequena em realidades campesinas diversas. Os artigos são escritos por pesquisadores que investigam o protagonismo da criança. Esses procuram, com base em diferentes teóricos e principalmente com a interlocução qualificada com as crianças, registrar os contextos e lutas de meninos e meninas como sujeitos culturais e produtores de história.

A obra  é baseada nos pressupostos do materialismos  histórico-dialético.  Busca analisar e expor, na perspectiva das crianças, sua relação com o modo produtivo rural. Apresenta as mazelas de ocultamento e negação  pelas  quais as  crianças e adultos  do campo permanecem invisibilizados. Particularmente,  propõe exercício de  lançar luzes sobre as diferentes realidade que constituem as crianças do campo.

Os estudos apresentados  partem da reflexão com o contexto campesino em que vivem as crianças. Contextos  nos quais crianças, juntamente com os adultos (pais e professores) e com movimentos sociais organizados produzem transformações sociais e lutam por terra, comida, educação e cultura.  Com as crianças, os pesquisadores exercitam a abordagem na contramão  do discurso prescritivo e tutelar, mas com o cuidado de compreender as infâncias do campo a partir da heterogeneidade que as geram (quilombolas, indígenas, pomeranas, Sem-terrinhas, camponesas)”.

Morsolin Cristiano e co-autor de esse mismo libro; muito obrigado pela invitacao do prof. Erineu Foerste e da profesora Gerda Margit Schutz Foerste.

Morsolin Cristiano. BUEN VIVIR Y EDUCACIÓN INTERCULTURAL: algunas perspectivas desde los movimientos sociales de los niños, niñas y jóvenes indígenas en Ecuador, pág. 289 – 304 en Erineu Foerste, Valdete Côco, Gerda Margit Schütz-Foerste, Bernd Fichtner, Imbke Behnken, EDUCAÇÃO DO CAMPO E INFÂNCIAS. EDITORA CRV, Curitiba (Brasil). 2015

http://www.editoracrv.com.br/?f=produto_detalhes&pid=31113

0d03c6b13689d62b89218b62fdc33d86

Brasil: segregação urbana, redução da maioridade penal, educação popular, temas do V Congresso Internacional de pedagogia social onde e invitado Morsolin

foto brasil 2012

Jacyara Silva da Paiva – professora da FACULDADE ESTÁCIO DE SÁ, falou do próximo V Congresso Internacional de Pedagogia Social (1-3 setembro 2015, Vitoria):

“O congresso internacional de Pedagogia Social & Simpósio de Pós-Graduação, em sua quinta edição, é um evento dedicado a discutir de maneira ampla a regulamentação da Educação Social como profissão no Brasil, a formação deste profissional e as áreas de atuação que entendem a Pedagogia Social como a Teoria Geral da Educação Social. Em face da opção política do atual governo de fazer do “Brasil, pátria educadora”, o V CIPS tem como lema questionar o lugar que deve ocupar “A Educação Popular, Social e Comunitária nas Políticas Públicas no Brasil” em um momento em que se discute o Sistema Nacional de Educação, o Plano Nacional de Educação, a Reforma do Ensino Médio, a destinação dos recursos do Pré-Sal à Educação, a redução da maioridade penal da adolescência e a violênciacontra a juventude pobre e negra das periferias, dentre tantos outros temas.

Morsolin Cristiano e invitado como panelista internacional.

Toda matéria completa:

http://www.ecodebate.com.br/2015/08/31/segregacao-urbana-reducao-da-maioridade-penal-e-educacao-popular-sao-temas-do-v-congresso-internacional-de-pedagogia-social/

Foto: Morsolin no IV Congresso Int. de pedagogia social, Universidade de Campinas, julho 2012